5 dezembro 2020, 21:18

Há 29 anos falecia Stevie Ray Vaughan, lenda do Blues Rock

Marcelo Rezende

Stephen “Stevie” Ray Vaughan foi um importante guitarrista, cantor e compositor de blues na década de 1980. Era o líder da Double Trouble, ‘‘cozinha’’ que tinha o baixista Tommy Shannon e o baterista Chris Layton. Nascido em Dallas, Vaughan se mudou para Austin com 17 anos e lá iniciou sua carreira musical.

Foi uma importante figura na história do blues contemporâneo. Tornou-se uma lenda entre os apreciadores de blues rock, com shows eletrizantes e álbuns de destaque. Ele foi indicado a doze Grammy’s, vencendo seis em 2000 e foi postumamente introduzido ao ‘Hall da Fama do Blues’.  Muitos o consideram como um dos melhores guitarristas no estilo. Vaughan atraiu a atenção de caras como David Bowie e Stevie Wonder, gravando em álbuns de ambos. O primeiro contato de Bowie com Vaughan foi no ‘Montreux Jazz Festival’. Logo, David Bowie lançou Vaughan em seu álbum “Let’s Dance” na canção com o mesmo nome e também na canção “China Girl”.

O disco de estreia ‘Stevie Ray Vaughan & Double Trouble’ foi lançado em 1983. Já o aclamado pela crítica, ‘Texas Flood’, produzido por John Hammond, colocou a canção ’Pride and Joy’ no Top 20 de sucessos e vendeu muito bem, tanto nos círculos de blues como de rock. Os álbuns seguintes, ‘Couldn’t Stand the Weather’ (1984) e ‘Soul to Soul’ (1985), vivenciaram quase o mesmo sucesso dos discos anteriores. O vício em drogas e o alcoolismo levaram Vaughan a ter um colapso durante sua turnê em 1986. Passou por um processo de reabilitação na Geórgia um ano mais tarde.

O retorno de Vaughan foi tragicamente interrompido na manhã do dia 27 de agosto de 1990, em um acidente de helicóptero próximo a East Troy, Wisconsin. Ele seguia para uma apresentação no Alpine Valley Music Theater, onde na tarde anterior se apresentará junto com Robert Cray, Buddy Guy, Eric Clapton e seu irmão mais velho Jimmie Vaughan. Quatro helicópteros estavam a disposição dos músicos, Stevie encontrou um lugar vazio em um helicóptero com alguns membros da equipe de Clapton e decidiu embarcar.

Por conta do céu extremamente nublado e da forte névoa, o helicóptero de Stevie virou para o lado errado e foi de encontro com uma pista artificial de ski. Não houve sobreviventes e o blues rock perdera um dos seus maiores expoentes. Stevie Ray Vaughan está enterrado no Laurel Land Memorial Park, em Dallas, no Texas.

Stevie Ray Vaughan tem uma participação muito importante em minha formação musical. Em 1989, quando eu ainda sonhava em ser guitarrista, fui fazer aulas de guitarra com o saudoso Edison David, o Edinho, da icônica banda de heavy metal campograndense Alta Tensão. Eis que Edinho me passou algumas canções de Stevie Ray Vaughan em fita cassete para que eu pudesse estudar. Acontece que aquele virtuosismo de Vaughan me meteu medo e em contrapartida eu estava começando a curtir as linhas de baixo de Tommy Shannon.

Marcelo Rezende: “Nunca mais larguei o baixo e hoje sou grato a Stevie Ray Vaughan por me mostrar que guitarra não era pra mim”.

Não demorou para que eu empunhasse um contrabaixo em um ensaio cujo contrabaixista havia faltado. Nunca mais larguei o baixo e hoje sou grato a Stevie Ray Vaughan por me mostrar que guitarra não era pra mim. Sou eternamente agradecido também ao Raimundo, baixista em questão que faltou ao ensaio e que culminou em minha efetivação para o posto.

Stevie Ray Vaughan foi considerado o 12º melhor guitarrista do mundo pela revista norte-americana Rolling Stone. Morreu há 29 anos e permanece como um dos grandes instrumentistas de sua geração.

Veja também

Dois anos após matar a ex-sogra, homem assassina a ex-esposa com 19 facadas

Mulher de 37 anos foi encontrada morta na noite dessa sexta-feira (4) em uma rua, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *