21 setembro 2019, 0:55
Arquivos/OEMS

Geração de empregos em julho foi a melhor desde 2012

O saldo da geração de empregos, que é a diferença entre as contratações e dispensas, em Mato Grosso do Sul no mês de julho foi de 1.206 vagas, o melhor resultado desde 2012. O destaque é positivo na série histórica considerando-se os péssimos números de anos anteriores, já o crescimento na comparação com junho é bom com 308 vagas a mais.

Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho, divulgados ontem (23). Do total de vagas com saldo positivo, o setor comércio foi responsável por 527 novas vagas; agropecuária 280; Serviços 249; indústria da transformação teve o pior resultado (146); construção civil (92); extrativa mineral (52) e administração pública com apenas 1. Somente serviço industrial de utilidade pública teve resultado negativo com 141 postos de trabalho fechados.

Resultados é fruto de política estratégica, diz Azambuja

Em janeiro, foram 6.094 novas vagas. Já em fevereiro, 3.511 empregos com carteira assinada. O desempenho encolheu drasticamente em março, cerca de sete vezes em comparação ao anterior, com apenas 526 oportunidades geradas, já em abril foram 2.661, maio 1.097, junho 898 e julho 1.206. MS soma até agora 16.845 postos de trabalho em 2019, que são fruto de 157.394 admissões, contra 140.549 desligamentos.

O governador Reinaldo Azambuja destacou que a política de atração de novos investimentos e a desburocratização foram essenciais para atingir o resultado. “Nossa política de geração de empregos está caminhando a passos largos e novas empresas se instalando em Mato Grosso do Sul, como também novos empreendedores sul-mato-grossenses abrindo suas portas para oportunidades de trabalho”, afirmou.

Na avaliação do secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o desempenho positivo da geração de empregos, em praticamente todos os setores, em Mato Grosso do Sul no mês de julho deste ano é resultado da retomada da confiança do empresariado brasileiro e sinaliza a ativação da economia no Estado.

Em julho tivemos um recorde na abertura de empresas, com 757 novos empreendimentos abertos no Estado, o melhor desempenho desde 2013. Esse resultado impactou diretamente na geração de emprego, com 1206 novas vagas e crescimento nas contratações em praticamente todos os setores. Há uma consistência na abertura de vagas, sinalizada pelos números positivos no setor do comércio. Nos próximos meses, devemos ter melhoria na agropecuária. Além disso, temos fatores estruturantes consistentes que são a inauguração de duas novas indústrias até o final do ano. Isso mostra uma retomada de confiança do empresariado brasileiro e em a ativação da economia no Estado”, finaliza. (Marcus Moura)

Veja também

Campo Grande celebra no sábado Festival Paralímpico

Acontece neste sábado (21) a segunda edição do Festival Paralímpico, em Campo Grande e outras …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *