Em estado crítico, médica pede ajuda para acolher bebê de família haitiana

Após vencer a primeira batalha da vida para chegar ao mundo, Jonathan que nasceu de uma gestação de risco com várias sequelas, agora luta para deixar o hospital. Sensibilizada, a médica Érica Lucca responsável pelo caso do bebê, decidiu junto ao esposo promover uma ação para ajudar a família.

Em meio a um atendimento e outro de cuidados intensos, os pais haitianos que estão sozinhos no Brasil desde 2019, convidaram Érica e o marido para serem os padrinhos da criança, missão que o casal abraçou além da profissão e vem desempenhando com muito amor.

Para eles, tudo que mais importa agora é uma estrutura básica de acolhimento para que Jonathan deixe o leito e tenha a oportunidade de ser assistido em casa pelos pais. “A casa da família não conta com nenhuma condição para receber o Jonathan. Precisamos de um armário para colocar insumos de aspiração já que ele é um bebê traqueostomizado, um filtro com água limpa para preparar o leite, entre tantas outras coisas” destaca Érica.

Como ajudar

As doações podem ser feitas por pix
Chave: (67) 9 84881463
Deiwes William Bosson Nantes

Assista à entrevista na íntegra  

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *