Prejuízo a facção criminosa; polícia apreende 9,5 toneladas de maconha em espaço de festas

Divulgação

Com a eficiência da Polícia Civil, a facção criminosa que domina o tráfico de drogas na fronteira teve um grande prejuízo nesta segunda-feira (26), após a apreensão de 9,5 toneladas de maconha em Ponta Porã – distante a 316 quilômetros de Campo Grande. A droga estava escondida em um espaço de lazer da cidade.

Segundo informações policiais, o espaço que se apresentava supostamente disponível para locação de temporada, em todos os contatos estabelecidos por interessados a eles era repassada a informação de que não havia disponibilidade de data. Durante as investigações, foi percebido que há tempos o imóvel não era locado.

Na verdade, foi identificada movimentação de automóveis, inclusive caminhões, durante a madrugada no local. Ao ser confirmado que um carregamento de maconha encontrava-se armazenado no imóvel, a DEFRON encontrou no espaço uma grande quantidade de droga armazenada até mesmo dentro de um freezer e na churrasqueira.

No local havia sido edificado um galpão para abrigar caminhões de grande porte, os quais eram carregados com droga que era enviada para vários estados. Também, os policiais identificaram em uma lavanderia uma prensa hidráulica para formatar os “tijolos de maconha”, equipamento difícil de ser encontrado no Brasil.

Os policiais informaram que a droga seria de um casal que atua na região da fronteira através de uma facção criminosa. O marido da mulher está preso e ela teria assumido os serviços. Ela ainda não foi presa, mas já foi identificada. O caso segue em andamento. (com informações do repórter Itamar Buzzatta)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *