Gás e combustível puxam alta na inflação

Gás

Os dados são do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), divulgado nesta sexta-feira (9), demonstram que a inflação oficial foi de 0,93% em março, a taxa mais alta para o mês desde 2015. Os principais impactos vêm dos aumentos nos preços de combustíveis (11,23%) e do gás de cozinha (4,98%).

A gasolina foi o item que mais impactou no IPCA de março (0,60 ponto percentual). A inflação do grupo alimentação e bebidas (0,13%) vem desacelerando. O preço continua subindo, mas sobe menos a cada mês. As variações anteriores foram de 1,74% em dezembro, 1,02% em janeiro e 0,27% em fevereiro.

A alimentação no domicílio teve queda de 0,17%, enquanto a alimentação fora do domicílio teve alta de 0,89%. Recuos nos preços do tomate (-14,12%), da batata-inglesa (-8,81%), do arroz (-2,13%) e do leite longa vida (-2,27%) baratearam as refeições em casa, mas as carnes (0,85%) seguem em alta, embora a variação tenha sido inferior à de fevereiro (1,72%).

Variação

O INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) subiu 0,86% em março, resultado levemente acima do de fevereiro (0,82%) e também o maior índice para um mês de março desde 2015, quando o INPC variou 1,51%. No ano, o indicador acumula alta de 1,96% e, em 12 meses, de 6,94%.

Nesse índice, os produtos alimentícios subiram 0,07% em março, abaixo do resultado de 0,17% observado no mês anterior. Já os não alimentícios tiveram alta de 1,11%, enquanto, em fevereiro, haviam registrado aumento de 1,03%. Veja também: Reunião busca reajuste de 4,52% aos servidores

(Com informações do Poder 360)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *