Pesque e solte é liberado no Rio Paraguai; piracema vai até dia 28

A partir de hoje segunda-feira (1º) a modalidade pesque e solte está liberada no Rio Paraguai. O pesque e solte reforça a conscientização ambiental no Pantanal e impulsiona o turismo esportivo, conforme a assessoria do município .

Segundo informações do Diário Corumbaense, a modalidade também é muito defendida por boa parte dos empresários que atuam no ramo turístico de pesca em Corumbá. O gerente geral do Barco Hotel Almirante, Manoel Júnior, disse ao portal, que a liberação da modalidade é de extrema importância para o setor. “Nosso grupo, com oito turistas, embarcou na tarde de domingo e seguiu até Porto Índio. Eles ficarão por uma semana navegando e praticando o pesque e solte, modalidade essa, que é importante ser reforçada, pois o peixe está sumindo e daqui a pouco, não teremos o que pescar e consequentemente, não teremos turistas, perderemos empregos aqui e isso impacta direto na economia”, ressaltou Manoel.

Ele salientou que desde o ano passado, a empresa que administra adotou o pesque e solte, ajudando a divulgar a cidade como destino de pesca esportiva, atraindo mais os visitantes. “Todas as nossas embarcações adotaram a modalidade desde o ano passado, mesmo não tendo lei. Esse ano, vamos trabalhar apenas com o pesque e solte. O turista que contrata a nossa empresa, já é informado que os contratos são no pesque e solte, podendo capturar o peixe, fotografar e depois soltá-lo. Corumbá tem muito potencial nesse ramo e é importante essa prática de turismo em nosso município”, mencionou o gerente reforçando as medidas de biossegurança contra o novo coronavírus.

“Adotamos todas as medidas de prevenção contra a covid-19, desde os nossos profissionais que atuam nas embarcações até os cuidados com os turistas. É um compromisso entre as empresas de turismo, Anvisa e Secretaria Municipal de Saúde”, completou.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *