Para comemorar o Dia Nacional do Cocktail aprenda a fazer drinques na sua casa

Divulgação

Vodca, whiskey, rum, cachaça e mais uma infinidade de bebidas se tornam drinques incríveis nas mãos certas. São capazes de reunir os amigos, celebrar o amor e também são desculpas para reuniões casuais ou mais especiais. Hoje (18) é Dia do Cocktail, uma data comemorada há pouco tempo, mas que carrega em si uma homenagem à história dos cocktails e aos profissionais da área.

A ANEBE (Associação de Empresas de Bebidas Espirituosas) e a Associação Barmen de Portugal implementaram a data de celebração em 2016 e, no Brasil, se aproveita da iniciativa portuguesa para festejar este dia com bebidas saborosas de forma responsável.

Entretanto, desde o ano passado a comemoração teve de ser adaptada. Por conta da pandemia do novo coronavírus, os bares ficaram fechados, as festas foram adiadas e quem trabalha nesse meio ficou desamparado. Jaqueline Clemente, bartender há oito anos, se viu sem emprego e, para conseguir se manter, começou a trabalhar com outra ocupação e hoje atua como bartender só quando surge algum trabalho de freelancer.

“Antes da pandemia havia muita procura. Fazia eventos como casamentos, chá bares e festas em geral, mas agora está bem difícil. Consigo me virar porque arrumei outro emprego, porque, se fosse depender dos free, estaria mais difícil ainda”, comenta. Empresários do ramo enfrentam dificuldades para manter os colaboradores. Pela falta de eventos, Tiago Vargas, bartender há 11 anos e dono da Prime Coquetelaria, enfrenta o desafio de manter a empresa funcionando com menos colaboradores.

“Infelizmente não conseguimos manter todos os funcionários e tivemos que diminuir o estafe. Hoje, para manter a empresa, tivemos que reorganizar os setores e menos pessoas ficaram com mais funções”, coloca.

Para ainda poder atender o público, Tiago e sua equipe tiveram de se reinventar. “Começamos com o empório de drinques, onde vendemos os insumos para que as pessoas montem seus drinques em casa, tudo para assegurar que as coisas continuem funcionando e poder pagar os funcionários que ficaram”, enfatiza.

Já Wanderson da Silva Almeida, vendedor por profissão, e bartender por amor, tenta não se desmotivar com o período pandêmico. Embora esteja trabalhando menos com os drinques, conta que é uma profissão valorizada e bem remunerada. “Comecei no ramo há dois anos, me interessei pelos drinques vendo as inúmeras combinações de destilados com frutas e iguarias. Agora, apesar dos poucos trabalhos, meu amor pelo preparo dos drinques continua o mesmo”, enfatiza.

Neste Dia do Cocktail, o jornal O Estado, com ajuda da Prime Coquetelaria, traz receitas de drinques deliciosos para preparar sem precisar sair de casa. Tem para todos os gostos: gim, rum, vinho ou vodca, você escolhe.

Texto: Ellen Prudente

Veja também a matéria: https://oestadoonline.com.br/jovem-perde-a-perna-em-acidente-grave-na-capital-e-faz-vaquinha-online-para-comprar-protese/

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *