Novo presidente da Fundação de Cultura faz planos de ação

cegonha]

Depois de quatro meses a frente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul(FCMS) como interino, Gustavo Arruda Castelo, conhecido como Cegonha, foi nomeado diretor-presidente da entidade.Cegonha era titular da Direção Superior e Assessoramento. A nomeação foi feita no dia 17 de março. Para ele, o desafio já acontecia desde o princípio de 2021, quando os representantes da cultura vinham cobrando do interino ações contundentes para sustentar os artistas de Mato Grosso do Sul.

Mas, experiente, Cegonha sabia que nada ainda estava definido na pasta e qualquer ação poderia ser desfeita. Por isso, agora pode agir conforme a pandemia permitir. “Recebi com alegria esse novo desafio que me foi passado. A cultura está em uma fase muito difícil. Quando se achava que ia ter um flexibilidade para a gente trabalhar, uma flexibilização para abrir e voltar às atividades culturais, acontece o inverso. Agora está fechando ainda mais o cerco por causa da pandemia. Chegamos ao ponto mais crítico”, avalia.

Então, como um bem conceituado de estrutura que fazem parte do circuito nacional de eventos, como o Festival de Inverno de Bonito, que coordenou desde o princípio, Cegonha faz os planejamentos necessários. “Artistas de teatro, da dança, músicos, pessoal do artesanato, os organizadores de eventos, todos envolvidos estão muito apreensivos. Por isso, estou apresentando três planos de ações diferentes: um curto, um médio e um a longo prazo. Isso porque precisamos nos precaver, pois não sabemos como vai ficar esta situação da pandemia ou até quando vai se estender”, revelou.

Cedo

Ainda é cedo para afirmar como tudo será, mas, de acordo com Cegonha, a cultura não vai ficar excluída. “Agora está tudo muito novo. Acabou de sair o decreto. Saiu no edital hoje, mas vou elaborar este plano de ação de muitas frentes, para poder sentar com o governador Reinaldo Azambuja e conversarmos sobre a melhor forma de agir, como vamos fazer. Estamos estagnados por conta do COVID, porém agora que fui efetivado presidente e que as coisas foram definidas vou fazer este plano de ação e vamos tocar em frente”, garantiu.

No momento a pasta está resolvendo o financeiro. “Estamos em processo final de pagamento dos projetos contemplados pelo FIC, execução da segunda etapa da Lei Aldir Blanc, estamos executando a Semana do Artesão e estamos trabalhando em projetos da FCMS que conseguimos transformar para o formato virtual”, relatou.

Cegonha é um promoteur conhecido em Mato Grosso do Sul. Ele foi promoteur da boate Mr Dan nos anos 1990, proprietário da boate Garage  e coordenador das edições do Festival de Inverno de Bonito. Ele também foi responsável por Eventos do Shopping Bosque dos Ipês. Sua nomeação foi publicada em decreto na terça-feira (23) no Diário Oficial Eletrônico do Estado, edição n.10.450.

Substituto

Anteriormente o cargo foi assumido por políticos como o ex-vereador Athayde Nery e Mara Caseiro. Esta que aceitou o cargo após perder as eleições para deputada estadual, porém saiu para voltar para a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Ela ficou de suplente do PSDB e com a morte por COVID do deputado estadual tucano Onevan de Matos, volta a ser parlamentar do Estado.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *