Morre o jornalista Hermano Melo, vítima da Covid-19

Crédito: Reprodução

Morreu na noite desta quinta-feira (1), o jornalista Hermano de Melo em decorrência da Covid-19, ele estava internado em Campo Grande no (Centro de Terapia Intensiva) CTI e teve falência múltipla dos órgãos. A equipe médica chegou a confirmar que o quadro era irreversível.

Após complicações ocasionadas pela doença, o Hermano pegou uma infecção bacteriana, o coração começou a parar e os órgãos foram falindo aos poucos. Desacreditada, a família sabia a situação de saúde e já havia se despedido. Melo deixa um casal de filhos e cinco netos.

Trajetória
Hermano foi um grande jornalista em Mato Grosso do Sul, com vários trabalhos na área de jornalismo opinativo, com artigos e crônicas publicados. Além de comunicador, ele também tinha formação como médico veterinário.

Aqui, Melo construiu uma trajetória pessoal e profissional honrável. Foi Pesquisador da Embrapa, professor de Parasitologia e Doenças Parasitárias da UFMS, escrevia artigos opinativos para o Jornal Correio do Estado e chegou a ser presidente da Sociedade Sul-Mato-Grossense de Medicina Veterinária (1976-1985)

O profissional também chegou a ser empossado na Academia Sul-Mato-Grossense de Letras (ASL) na noite de 30/10/2012. A academia prestou homenagem ao ex-membro. “Que descanse em paz”, dizia a mensagem. Nas redes sociais, amigos, parentes e admiradores prestam apoio e homenageiam Hermano de Melo.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *