Grupo que transmite HIV intencionalmente é alvo de investigação do MP

Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (07), um grupo conhecido como “Clube do Carimbo”, que transmite intencionalmente o vírus da AIDS (HIV), foi alvo de uma operação do Ministério Público de São Paulo. O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) desmantelou o grupo que, segundo investigações, se organizava por meio de redes sociais.

Após denúncias, a investigação do caso começou há alguns meses, teve hoje 12 mandados de busca e apreensão cumpridos em São Paulo e no Rio de Janeiro. Além do GAECO, participaram da operação policiais militares do BAEP e promotores de Justiça do Gaeco das regiões de Bauru, São José do Rio Preto, Franca, Ribeirão Preto, Vale do Paraíba, ABC e capital, além de policiais militares e promotores de Justiça do Gaeco do Rio.

O grupo é composto por pessoas de todo o país e entre as estratégias usadas para a transmissão do vírus estavam a danificação de preservativos usados nas relações sexuais e a omissão da condição de portadores do vírus. Nesta fase da operação, o objetivo é identificar outros integrantes associados ao crime e encontrar mais provas.

O crime configura lesão corporal gravíssima e a pena pode chegar a oito anos de prisão. Além disso, a transmissão intencional do HIV pode ser enquadrado como crime de contágio de moléstia grave, com pena de até quatro anos de prisão e aplicação de multa.

Os suspeitos serão interrogados e os objetos apreendidos serão submetidos à perícia.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *