Governo da Bolívia já vacina detentos de presídios na faixa de fronteira com o Brasil

Reprodução/El Deber

Além dos moradores de cidades fronteiriças, o Governo da Bolívia também já iniciou a vacinação contra a covid-19 nas prisões da fronteira do País com o Brasil. 679 internos já receberam a primeira dose e aguardam a segunda em 20 dias, desse total, 67 presos são de Puerto Suárez, cidade que fica na divisa com Corumbá.

O diretor nacional do Regime Penitenciário, Juan Carlos Limpias, informou que as duas primeiras prisões onde os internos foram vacinados foram Villa Bush, de Cobija, e a Bahia, de Puerto Suárez.

“Estamos coordenando com o Ministério da Saúde e com os Serviços Departamentais de Saúde, a imunização de todos os internos do país”, disse Juan Carlos.

Limpias indicou que, após um levantamento médico nos centros de reabilitação da Bolívia, foram detectados 149 privados de liberdade com covid-19, dos quais 115 já se recuperaram. No entanto, 34 permanecem sob vigilância médica.

O diretor departamental de Santa Cruz, Mauricio Romero, disse que na cadeia de Puerto Suárez, 67 presidiários e 6 policiais receberam a primeira dose da vacina anticovid. Ele acrescentou que a vacinação continuará nos centros de Palmasola, Montero, Okinawa, Buena Vista, Vallegrande, Camiri e Portachuelo.

“Nossa prioridade é imunizar as duas prisões com maior população carcerária em Santa Cruz, a de Palmasola, com 5.600 presidiários, e a de Montero, com 420. Nessa ordem, a vacinação vai continuar ”, explicou. Com informações do jornal El Deber.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *