Governador cobra kit intubação e atenção na fronteira para Queiroga

Governador de MS, Reinaldo Azambuja

Reinaldo Azambuja quer mais agilidade do governo federal na compra e distribuição de medicamentos do chamado “kit intubação”, utilizado em pacientes com covid-19 em leitos de UTI. Na próxima semana, ele deve se reunir com o ministro Marcelo Queiroga para cobrar o envio desses remédios a Mato Grosso do Sul.

Segundo o Governador, “Existe falta de insumos nas empresas pelo aumento da demanda. Temos várias atas de compras, mas o Ministério requisitou essas atas, pois está centralizando as compras”, explica.

Na reunião que pediu com Marcelo Queiroga, o governador de MS também vai expor a situação dos municípios na faixa de fronteira de Mato Grosso do Sul, que além de atender brasileiros tem que prestar socorro aos imigrantes paraguaios e bolivianos.

“Queremos que o Ministério de atenção especial nessa faixa de fronteira”, pontuou o governador sobre o combate à pandemia de covid-19. O secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, vai acompanhar as discussões.

Os últimos carregamentos com medicamentos do “kit intubação” enviados a Mato Grosso do Sul pelo Ministério da Saúde chegaram no mês de março. Foram 12,6 mil ampolas de bloqueadores neuromusculares e 18,3 mil sedativos.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *