General Pazuello não pede pra sair e diz que fica na Saúde

Crédito: Agência Brasil

Em uma coletiva de imprensa transmitida em uma live de quase 50 minutos, na tarde desta segunda-feira (15), o Ministro da Saúde, General Eduardo Pazuello, garantiu que não pediu pra sair e não vai pedir demissão. Além disso, confirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) busca nomes para substituí-lo. (veja coletiva abaixo, no fim da matéria)

Pazuello disse que fará uma “transição correta”, falou sobre a vacinação contra a COVID-19, Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into). Diante da pressão para que deixe o cargo esclareceu que comandará o ministério enquanto Bolsonaro reorganiza a pasta.

“Não pode ser levado da forma como está sendo colocado. Eu não pedi para ir embora nem vou pedir, estamos trabalhando e é um trabalho em conjunto com o governo. Se haverá uma substituição ou não, cabe ao presidente da República e não a mim”, disse.

Futuro ministro

O bater do martelo sobre o futuro ministro da Saúde, deve demorar por dois motivos: primeiro, se for técnico dificilmente vai concordar com os posicionamentos do presidente sobre a ciência e se for político há o medo da capitalização eleitoral com a população, parlamentos, prefeitos e governadores. Um dos nomes citados, Ludhmila Hajjar, disse não ao convite exatamente pelas nanifestações contrárias de Bolsonaro em relação ao isolamento social e lockdowns regionais.

O ministro Pazuello reforçou que fica dizendo não estar doente e permanece com sua equipe. “Eu não pedi para sair e nenhum de nós, no nosso Executivo, está com problema algum. Nós estamos trabalhando focados na missão. Quando o presidente tomar a sua decisão, faremos uma transição correta, como manda o figurino”, destacou.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *