Dólar fecha na maior cotação desde novembro, a R$ 5.66

Reprodução/Internet

O dólar comercial fechou esta terça-feira (2) em alta de 1,17% ante o real, cotado a R$ 5,666 na venda, no maior patamar desde o dia 3 de novembro do ano passado, quando atingiu R$ 5,762.

O dólar subiu mesmo depois de um leilão de moeda à vista realizado pelo Banco Central, com os investidores reagindo à decisão do presidente Jair Bolsonaro de zerar alíquotas incidentes sobre o óleo diesel e elevar os impostos para instituições financeiras.

Bolsonaro editou um decreto e uma medida provisória para reduzir a zero as alíquotas do PIS/Cofins incidentes sobre a comercialização e a importação do combustível, por dois meses, e do gás de cozinha, sem um prazo definido.

Já o Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, operava em alta durante o pregão desta terça. Por volta das 17h01, os ganhos eram de 1,19%, aos 111.647 pontos.

Maiores altas

ITUB4.SA +5,37% R$ 26,10
BBAS3.SA +4,95% R$ 29,24
BBDC4.SA +4,21% R$ 23,16
SANB11.SA +3,76% R$ 38,34
CMIG4.SA +3,56% R$ 11,94

Maiores baixas

PCAR3.SA -3,21% R$ 22,58
BRKM5.SA -3,15% R$ 30,78
GOLL4.SA -2,29% R$ 20,88
AZUL4.SA -1,95% R$ 39,27
YDUQ3.SA -1,88% R$ 28,19

Mais negociadas

PETR4.SA +0,5% R$ 22,11
COGN3.SA +0,28% R$ 3,62
VVAR3.SA -0,83% R$ 12,01
CIEL3.SA -0,3% R$ 3,37
BBDC4.SA +4,26% R$ 23,17

(Com informações: Reuters/SpaceMoney/Estadão)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *