Contador da Lama Asfáltica que estava foragido é preso na Capital

Foto: Reprodução

O contador T.M.B., de 59 anos, que estava foragido desde fevereiro de 2017, foi recapturado na manhã desta terça-feira (06) pela Polícia Civil do MS, através do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO).

Com seis mandados de prisão abertos em seu desfavor, o foragido é condenado em crimes graves, inclusive em operações como a Operação Lama Asfáltica, Operação Caduceu, Operação Iceberg e Operação Canindé. Esta última operação, com desfecho no final do ano de 2016, desarticulou um esquema criminoso especializado em crimes de estelionato em torno de maquinários agrícolas, tendo 11 integrantes presos pela DECCO (Delegacia Especializada de Repressão ao Crime Organizado).

O contador foi ilegalmente liberado do IPCG (Instituto Penal de Campo Grande), onde cumpria pena, no dia 09 de fevereiro de 2017. Com alvará de soltura em outro processo, porém ainda com dois mandados de prisão preventiva em seu desfavor que impediam sua liberação, T.M.B. saiu pela porta da frente do IPCG e não mais localizado até sua recaptura.

A façanha só foi descoberta dois meses depois, quando o contador foi procurado no presídio para ser intimado e cientificá-lo de sua condenação pelos crimes de estelionato e falsificação de selos públicos. O Oficial de Justiça constou a liberação ilegal e, após mais apurações, houve denúncia e condenação do agente penitenciário responsável pela liberação mesmo sob ordens de prisão que impediam a soltura.

Já foragido, T.M.B. tentou simular a própria morte utilizando dados de um paciente que havia dado entrada junto ao Hospital Regional de Campo Grande MS e que posteriormente veio a óbito. A tentativa de impedir a recaptura pelos órgãos de segurança pública foi falha. A fraude foi descoberta através de confronto papiloscópico requisitado e promovido pelo Instituto de Identificação de Campo Grande MS após provocação oficial da DECCO sobre o utilização de dados do foragido pelo paciente falecido.

Desde então, o contador da Lama Asfáltica mantinha contatos em nomes de terceiros para burlar a justiça e fazia constantes mudanças de endereço. A equipe policial do DRACCO realizou buscas do paradeiro do foragido já sabendo das táticas utilizadas.

Com a confirmação do paradeiro, a equipe do DRACCO realizou a recaptura do foragido, que usava como esconderijo um imóvel em condomínio residencial localizado na Vila Aimoré, em Campo Grande. Ao confirmar sua verdadeira identidade, foi dada voz de prisão quanto aos seis mandados em aberto em seu desfavor, sendo conduzido à base do DRACCO para providências cabíveis, exame de corpo de delito junto ao IMOL, e reconduzido a Estabelecimento Penal junto a AGEPAN para cumprimento de pena.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *