Colômbia: proposta de reforma tributária causa onda de violência nas ruas

policial-dispara-bombas-de-gas-lacrimogenio-para-conter-manifestantes-em-protesto-na-colombia-1620090623293_v2_1920x1277

A onda de protestos que atinge a Colômbia há cerca de uma semana já deixou pelo menos 19 mortos e 800 feridos. Os choques são inéditos na história recente colombiana por sua abrangência e duração. Os protestos começaram após o anúncio de uma proposta de reforma tributária pelo governo em 28 de abril.

O projeto previa aumento de impostos sobre a renda e sobre produtos básicos. Também incluía a cobrança de 19% de IVA sobre serviços públicos, o que seria particularmente prejudicial para as classes média e baixa do país. O presidente Iván Duque defende a necessidade desse incremento como forma de sustentar os programas sociais implementados durante a pandemia de Covid-19.

Diante da violência crescente, o Escritório de Direitos Humanos da ONU denunciou que as forças de segurança “uso excessivo da força” e pediu calma diante da convocação de novas manifestações para esta quarta-feira (5).

No domingo (2), após quatro dias consecutivos de manifestações, o presidente pediu ao Congresso que o Congresso retirasse a reforma tributária da pauta de votações, para que fosse revisada. O ministro colombiano da Fazenda, Alberto Carrasquilla, renunciou na segunda-feira (3). Mesmo assim, os atos continuaram, principalmente em protesto pela violência da polícia.

(Com informações da revista VEJA)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *