29 maio 2020, 5:23
Foto: Reuters

Secretário pede demissão por discordar de uso de cloroquina

O secretário de Ciência, Tecnologia, Inovações e Insumos Estratégicos, Antonio Carlos Campos de Carvalho, deixou a pasta nesta sexta-feira (22) por não concordar com o documento do ministério que orienta o uso da cloroquina em casos leves da covid-19.

Carvalho pediu demissão na segunda-feira (18) por discordar do documento com diretrizes para uso da cloroquina em casos leves, exigido pelo presidente Jair Bolsonaro e que levou à queda de Teich.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o secretário, médico, biofísico e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, afirmou que a decisão foi precipitada, poderia trazer riscos à saúde dos pacientes e aconteceu sem critérios científicos.

“Não participei (da elaboração do documento) e nem participaria. No momento em que o ministro pede para sair e as coisas começam a se agravar, com interferência direta em decisões que não se baseavam em critérios científicos, não dava para continuar”, disse Carvalho ao jornal.

(Texto: Jéssica Vitória com informações do Terra)

Veja também

Aras: Inquérito das fake news tem “exorbitado dos limites”

O procurador-geral da República, Augusto Aras, afirmou hoje (28) que não mudou de posicionamento sobre …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *