5 agosto 2020, 11:56
Crédito: Divulgação

Bancada do PSDB/MS aparece em 1° lugar no ranking de atuação no Congresso

Dados coletados pelo site Ranking dos Políticos indica Vander Loubet (PT/MS) como pior parlamentar

Em pesquisa divulgada nesta semana pelo site Ranking dos Políticos, que analisa os parlamentares do Congresso Nacional, os três deputados federais do PSDB/MS ficaram com pontuação máxima e em 1° lugar no ranking estadual e nacional. Os deputados Rose Modesto, Beto Pereira e Bia Cavassa levaram a melhor na avaliação da bancada sul-mato-grossense.

A deputada Rose Modesto ficou contente e destacou o trabalho em defesa do crescimento do Brasil, proteção da área social, geração de empregos, educação, o agronegócio e direitos humanos. Pela pesquisa, ela agora é considerada uma das melhores parlamentares da Câmara dos Deputados.

“Essa avaliação mostra que estamos no caminho certo, que nossa atuação segue o que nos propusemos ao votarmos projetos que contribuem para o Brasil voltar a crescer, que combatem a corrupção e asseguram aos brasileiros um futuro”, afirmou Rose Modesto.

Em segundo lugar na classificação estadual está o deputado Loester Trutis (PSL/MS) com 73 pontos e ocupando a 68ª posição no ranking nacional. Em terceiro lugar está o deputado Luiz Ovando (PSL/MS) com 53 pontos e ocupando a 135ª posição no geral.

As senadoras Soraya Thronicke (PSL/MS) e Simone Tebet (MDB/MS) ficaram bem atrás com 35 pontos e ambas ocupam a 245ª posição. Já o senador Nelson Trad Filho (PSD/MS) aparece com 30 pontos e na 290° colocação.

As piores pontuações da bancada federal ficaram com o deputado Fábio Trad (PSD/MS) com 28 pontos e na 309ª posição; e Dagoberto Nogueira (PDT/MS) com 18 pontos e posicionado na 360ª colocação.

A pior posição e pior pontuação foi do deputado Vander Loubet (PT/MS) que teve um saldo negativo de 44 pontos, ou seja, pontuou o número de: -44, ficando em 507° lugar. Segundo o site, ele é réu pelo crime de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, réu em ação civil por improbidade administrativa e já teria sido condenado, o que elevou a baixa pontuação.

Como foram avaliados

A pontuação do ranking é definida de acordo com os dados que o site obtém sobre gastos de parlamentar e verba indenizatória, presença nas sessões e comissões, fidelidade partidária, processos judiciais, combate a corrupção, formação.

Os pesquisadores acompanharam as votações mais importantes e pontuaram políticos de acordo com sua qualidade legislativa, ou seja, o que votam. O valor das leis analisadas é definido por um Conselho de Avaliação de Leis, levando em conta o quanto elas ajudam ou atrapalham o País.

Na avaliação, os parlamentares ganhavam ou perdiam de cinco a 30 pontos por quesito. Os políticos perderam dez pontos a cada falha como: 10% acima da média de faltas; cada 10% acima da média de gasto de cota parlamentar; cada processo judicial contou menos dez pontos; acusações judiciais; e condenações com perda do triplo de pontos.

As avaliações completas podem ser encontradas no site

(Texto: Andrea Cruz)

Veja também

Depois de ‘covengue’, Delcídio do Amaral fica isolado

O presidente do PTB de Mato Grosso do Sul, o ex-senador Delcídio do Amaral, está …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *